quinta-feira, 29 de julho de 2010

Reforma de fardamento dos professores da rede estadual.

Notícia publicada no Jornal Folha de Pernambuco, dia 29 de julho, na coluna Folha da Cidade, Caderno Grande Recife.

A denúncia de professores da Escola Estadual Divina Providência, em Cajueiro Seco, Jaboatão, ao Sintepe, sobre a cobrança de três reais para consertar fardamentos, teve a seguinte resposta da Secretaria Estadual de Educação: “A Secretaria de Educação fica surpresa com a atitude da gestora da Escola Divina Providência, em Cajueiro Seco, de mandar consertar os fardamentos. Visto que a orientação é que, em caso de qualquer problema no que se refere à numeração, eles encaminhem as camisas à Gerência Regional de Educação para que sejam trocadas pela numeração correta, já que esse é um procedimento padrão”.

terça-feira, 27 de julho de 2010

Ida à Palmares


Quarta- feira (28/07/10) às 19 horas, estaremos nos reunindo (Oposição, Sindicato dos Correios, Sind.dos médicos e outras entidades) na sede da Conlutas, para organizarmos a caravana que irá dia 1º de agosto distribuir donativos para a população de Palmares (bairro Pedreiras). Bastante atingida pelas fortes chuvas, a população não está sendo assistida pelo governo.
Sede da Conlutas- rua Jose´de Alencar, 44 bloco A sl/ 33 (3º andar) Edifício onde funciona o Bar e Restaurante Mustang (Av.Conde Boa Vista) fone; 3722-5709
Reunião aberta à todos os interessados.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Palmares/destruição




Palmares/PE



Palmares/fotos




Fotos/Palmares



Situação em Palmares


Domingo (18/07/10) em visita à Palmares pudemos ver de perto os estragos provocados pelas fortes chuvas que caíram sobre a região, e também o descaso governamental. No bairro de São Sebastião (conhecido por Pedreiras)encontramos moradores que até o momento nada haviam recebido das mãos do exército. Em todo o período que estávamos presentes no local, apenas um policial distribuiu uma caixa com água mineral para todos os que lá se encontravam. O bairro estava sem água encanada e as pessoas em desespero, pois fazia sol e a lama precisava ser retirada de dentro das casas. De acordo com depoimento de diversos habitantes, o exército havia passado no sábado e deixado apenas 26 cestas básicas, e estas só chegaram às mãos dos que estavam nas proximidades, o outros fizeram apelo mas, não foram atendidos, assim quem consegue pegar alguma coisa, ótimo, quem não consegue espera pela solidariedade de vizinhos. O que chega ao bairro de Pedreiras, são sobras, muita roupa velha, rasgada, suja, e objetos sem utilidade, (cintos quebrados, sapatos sem cadarço, etc). Distribui-se apenas 1 colchonete por família mesmo assim, nem todas foram beneficiadas. O povo busca informações mas, não há a quem recorrer, muitos afirmaram que, no centro de arrecadação e distribuição que funciona na FAMASUL (Faculdade da Mata Sul) não há critérios, pessoas que não foram afetadas conseguem receber doações principalmente colchões e lençóis novos, e cestas básicas, outros que estão cadastrados não recebem donativos. De tanto ouvir as queixas da população nos dirigimos até a FAMASUL, onde o exército está coordenando os trabalhos, mas para a nossa surpresa as atividades estavam suspensas , o domingo é descanso para os soldados e voluntários.Um absurdo. Vimos pessoas famintas, mães sem nada para alimentar seus filhos, pessoas vagando desorientados pelas ruas observando os escombros em que haviam se transformado muitas construções. Tentamos falar com alguém que pudesse nos trazer esclarecimentos, mas fomos informados que só o ' tenente' é autorizado a falar e o mesmo não podia nos atender.
Compreendemos que as pessoas envolvidas nos trabalhos precisam e merecem descanso, porém é urgente um sistema organizado de revezamento, o povo necessitado não pode esperar. A mídia tem divulga que, o governo do Estado enviou 300 pessoas para fazer mapeamento dos locais que foram afetados pelas chuvas. Ora, por anda anda essa equipe que não chega a determinados locais? Porque o governo não busca ajuda do pessoal dos correios e dos agentes de saúde, uma vez que estes são os profissionais que bem conhecem as localidades e o povo ?
Em reunião realizada dia 15/07/10 no MTC (Movimento dos Trabalhadores Cristãos) em Recife, soubemos que o pessoal do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) estava organizando a distribuição de donativos e montando acampamentos de forma bastante organizada, porém foram proibidos pelo exército em continuar com as ações. Para o governo a situação que precisa ser resolvida urgente em Palmares é a questão eleitoral de seus habitantes.
O povo de Palmares espera por alimentos, água, roupas, remédios e, entre outras coisas, respeito e apoio para que possam reconstruir suas vidas com um mínimo de dignidade.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

A escola ainda é feia

Jornal do Commercio

Cidades /Caderno Urbano

Publicado em 18.07.2010

O grande desafio da educação pública em Pernambuco é cuidar do ensino básico. Fazer a escola mais atrativa do que a rua. Ela hoje não é o lugar mais agradável do bairro, não tem o melhor jardim, nem a melhor quadra e não acolhe quem ali chega. Ao contrário, é feia, suja, quente e pobre. Não faz com que os alunos pertençam a ela. Essas palavras podem parecer teóricas demais, mas resumem a mudança necessária para evitar a evasão escolar, a repetência e, principalmente, a passagem automática de ano que muitos conquistam mesmo sem aprender o que deveriam. “A educação básica é o princípio de tudo. Se cuidarmos dela não precisaremos de programas compensatórios para recuperar adultos que quando jovens trocaram a escola pela rua”, ensina Antônio Carlos Aguiar, presidente do Senai no Estado.

O setor, inclusive, é tido como o que mais precisa avançar em Pernambuco. Houve investimentos reais no ensino técnico, com a construção de oito novas unidades, na reforma de 77 escolas que estavam desabando com as chuvas, e na distribuição de fardamento e material didático para os alunos, que antes da atual gestão não eram beneficiados. Mas falta muito. É preciso fiscalizar os gestores das escolas, estipulando metas de produtividade para forçá-los a permanecer mais tempo nas unidades, e valorizar o profissional de educação, indo além da compra de computadores, desconectados da internet e que são roubados quando levados para a sala de aula.

» SOBRA VIOLÊNCIA E FALTA ESTRUTURA

Controlar a violência nas escolas é o mais desafiador dos desafios da educação. Ela está lá, impregnada nas paredes e nas pessoas. Suas consequências afetam professores, alunos e familiares. Na foto ao lado, um símbolo desse medo: a adolescente de 15 anos que teve o rosto desfigurado com lápis, estilete e compasso por uma colega, numa das salas da Escola Vidal de Negreiros, da rede estadual. A infraestrutura das escolas também terá que receber atenção especial do próximo governo. O que foi feito até agora não bastou. São muitas as crianças que estudam e os professores que ensinam em lugares como a Escola Guedes Alcoforado, em Olinda, que não tem teto. Ou como a Escola Torquato de Castro, em Aldeia, instalada num galpão, nos fundos de uma padaria.

sábado, 17 de julho de 2010

DOE VIDA !


Érica Mariana é filha de Érico e Hérica, o casal residia em Garanhuns e por conta da doença da menina a família transferiu-se para Recife. Em conversa com nosso companheiro Augusto Souto (Sintepe Agreste Meridional) a senhora Érica informou que a filha sofre de leucemia e está em tratamento a mais de dois anos e teve o quadro agravado ultimamente, a grande ESPERANÇA agora é o transplante de medula. Constatado a veracidade dos fatos, Souto decidiu ajudar e postou apelo no EDUCACAOELUTAPE.BLOGSPOT.COM
Contato com os pais:
Hérica (81) 9801-5246
Érico (81) 9801-5247
(81) 3033-2683

Local para informação e doação:
HLA Diagnóstico Rua Gonçalves Maia nº 113 Boa Vista (ao lado do Consulado Americano ) de 2ª á 6ª das 7h ás 16 horas fone 3423-5156

sexta-feira, 16 de julho de 2010

POSICIONAMENTO

SOU PROFESSOR
Não posso ser professor se não percebo cada vez melhor que, por não ser neutra, minha prática exige de mim uma definição. Uma tomada de posição. Decisão. Ruptura. Exige de mim que escolha entre isto e aquilo. Não posso ser professor a favor de quem quer que seja e a favor de não importa o quê. Não posso ser professor a favor simplesmente do Homem ou da Humanidade, frase de uma vaguidade demasiado contrastante com a concretude da prática educativa. Sou professor a favor da decência contra o despudor, a favor da liberdade contra o autoritarismo, a autoridade contra a licenciosidade, da democracia contra ditadura de direita ou de esquerda. Sou professor a favor da luta constante contra qualquer forma de discriminação, contra a dominação econômica dos indivíduos ou das classes sociais. Sou professor contra a ordem capitalista vigente que inventou esta aberração: a miséria na fartura. Sou professor a favor da esperança que me ensina apesar de tudo. Sou professor contra o desengano que me consome e imobiliza. Sou professor a favor da boniteza de minha própria prática, boniteza que dela some se não cuido de saber que devo ensinar, se não brigo por este saber, se não luto pelas condições materiais necessárias sem as quais meu corpo, descuidado, corre o risco de se amofinar e de já não ser o testemunho que deve ser de lutador pertinaz, que cansa mas não desiste.

Paulo Freire

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Profissionais renomados da área ministram palestras no II Fórum

Se isto não é descriminação com os outros professores que trabalham nas escolas que não são de referências, o que é então?


Segundo o secretário Executivo de Educação Profissional, Paulo Dutra, presente ao encontro, o Fórum foi criado para fortalecer a educação pública no Estado. ‘Trazemos profissionais renomados na área de educação para que sejam apresentados novos caminhos e novas estratégias para o segmento’, explicou. ‘Com o Fórum percebemos mudanças imediatas dos profissionais, tanto no comportamento como na atuação dentro da escola ou em sala de aula’, completou ele. Participam do evento quase 3 mil profissionais da educação das 160 Escolas de Referência em Ensino Médio e das 18 Escolas Técnicas do Estado.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Charge

Folha de Pernambuco (09/07/2010)
Clériston

DEBATE

DEBATE SOBRE AS ENCHENTES NO ESTADO DE PERNAMBUCO, SUAS CAUSAS, CONSEQUÊNCIAS E SOBRE A SOLUÇÃO DO PONTO DE VISTA DOS TRABALHADORES.
DIA : 5ª FEIRA (15 DE JULHO DE 2010 )
HORA: 19:00h
LOCAL: MTC (Movimento de Trabalhadores Cristãos) RUA GERVÁSIO PIRES, nº 404 Recife (fone:3222-0241)
DIVULGUEM, COMPAREÇAM !

segunda-feira, 12 de julho de 2010

SÓ PRÁ MATAR A SAUDADE E NÃO MORRER DE TÉDIO!

Depois do "vale coxinha" continuamos sem rumo e nem mesmo oposição a coisa nenhuma!
Pelo menos o Sintepe pretende ouvir alguem e de forma inteligente parece que 
vai colocar algmas condições de apoio.
Em suma, agradeço o espaço aqui concedido mas vou em busca de posicionamentos e luta de verdade.
Vou voltar e tentar virar o jogo com meus nove seguidores, pelo menos vou sentir que estou vivo. Ficar na mesma retórica e chorando pelos cantos não faz meu estilo. Viva o Sintepe! (por este ato).
http://professorvirandoojogo.blogspot.com/

Não faltará dinheiro público para realizar a Copa de 2014

Já é um argumento automático utilizado pelo governo diante das reivindicações que a categoria faz: "não é possível aumentar salários por uma questão legal, pois temos que cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal e não devemos comprometer o orçamento público". Embora este argumento seja utilizado como uma desculpa e não como uma justificativa concreta para não atender aos pleitos justíssimos que objetivam tirar a categoria da situação de penúria (ainda temos os piores índices salariais do Brasil, é sempre bom lembrar!), o governo estará liberado para descumprir a LRF e contrair dívidas para empregar nosso dinheiro nas obras faraônicas para a construção do Duduzão e para edificar a infra-estrutura exigida pela Fifa para que Pernambuco seja sede da Copa de 2014.
.
O Governo Federal está liberando os estados e cidades-sede das obrigações orçamentárias que tratam dos limites de gastos públicos. A Lei Federal que concederá tal liberação permitirá que os estados possam contrair dívidas de até o dobro da arrecadação e desburocratizará os gastos públicos (leia-se: liberará geral a dispensa de licitação).
.
Enfim, se falta verba para pagar professores, não faltará para pagar empreiteiras!
.
Até hoje a Lei do Piso sofre entraves judiciais porque há governos que argumentam que o aumento de salários de professores comprometerá os orçamentos e evocam justamente a LRF!
.
Além disso, a Fifa estará livre da cobrança de impostos no Brasil até o fim da Copa da Gastança!
.
Gol contra o povo, que já está sendo goleado antes mesmo da Copa começar!

.

terça-feira, 6 de julho de 2010

"Evolução" da Educação em PE

No caderno Vida Urbana (Diário de Pernambuco/06/07/10), o secretário de Educação Nilton Mota, comemora a evolução da educação no estado de Pernambuco. De acordo com a avaliação do secretário, "saímos do 27º lugar (pior do país) para o 22º. De 2007 pra cá conseguimos avançar bastante o nível de ensino no estado... a média passou de 2,5 (2007) para 3.0(2009)". E ainda: "Os números mostram que as ações implementadas desde 2007 já apresentam resultados positivos. Isso valida o que fizemos nos últimos anos. Ações como a entrega dos kits escolares, o diário de classe e o aumento do tempo acadêmico são ações simples, mas que dão resultados".
Considero as ações apontadas pelo secretário como algo extremamente importante para a melhoria da educação no Estado, ora, perder tempo com diários burocráticos, cheios de requisitos inúteis à serem preenchidos, realmente é ato de imenso valor pedagógico, além disso alunos com mochilas bonitinhas, lápis, e cadernos são elementos fundamentais para aquisição do saber. Quanto o 'aumento do tempo pedagógico' certamente o secretário refere-se à falta de reuniões nas unidades de ensino, ao início do ano letivo(2010) corrido sem tempo suficiente para os professores prepararem o planejamento disciplinar.
O IDEB (Índice de Desenvolvimento de Educação Básica) é medido a cada dois anos e tem por objetivo através de metas estabelecidas para municípios e estados atingir em 2022 nota 6,0. A meta do IDEB projetada para 2009 foi 2,6 e Pernambuco atingiu 3,0 um 'avanço' de 0,4 que será bastante explorado em propaganda política do sr. Eduardo Campos. Veja a contradição, a nota referência do IDEB é 6,0 correspondente aos países desenvolvidos, enquanto amargamos às péssimas condições de vida e de trabalho, situação comum em áreas subdesenvolvidas e de sobra, os professores de Pernambuco ainda recebem o PIOR salário do Brasil.

IBOPES

Diário de Pernambuco- A5 Recife,6 de julho de 2010
Brasil
Sebastião Nery
Os tais "institutos de pesquisa", reles mercadinhos de números eleitorais, precisam ter um mínimo de pudor. Vivem sobretudo de dinheiro público. O Sensus é da Confederação Nacional dos Transportes (sic) do Clésio Andrade, que não tem uma bicicleta. O Ibope trabalha para a Confederação Nacional da Indústria, cuja única indústria é tomar dinheiro do governo. O Vox Populi é o conhecido morcego: só voa de noite.
Passaram um mês fabricando pesquisas (sic) oficiais para dizer que Dilma havia "disparado na frente e Serra caindo", e os jornais e "colunistas" do escritório de Dilma, sobretudo "a turminha da Dilma", "repercutindo". Todas as matérias começavam assim : - "Com a queda de Serra e a subida de Dilma"... E o governo escandalosamente desovando publicidade.
Mas saiu a pesquisa Datafolha (o único que não vende pesquisa), mostrando que era exatamente o contrario: quem cresce é Serra e Dilma cai. O Ibope, que havia feito "pesquisa" (sic) só há uma semana, às pressas providenciou uma encomenda da Associação Comercial de São Paulo para remendar o que fez e dar Serra em "empate técnico, dois pontos na frente"
Datafolha vinga-se: -"Nossos números é que têm sido confirmados".

Lembro-me de um professor de Estatística da UFPE que, em tom de brincadeira dizia: " Jamais acredite nas estatísticas a não ser que, você mesma as adultere". (Albênia).